Br Artesanato
Cadastre-se
Entrar
 
HOME
 
 

Lojas


Quem somos

Ações do Bem

Notícias

Canal BRartesanato

Política de Uso

No BRartesanato artesão não paga

Notícias

 





Por Jornal Dez Minutos
Um grupo de empresários espanhóis visitou Manaus na busca de conhecer melhor a linha de produção artesanal amazonense. Nessa passagem, além de outras peças do artesanato local, o grupo El Corte Inglês encomendou 4 mil peças artesanais dos artesãos que participaram do projeto Artesanato Sustentável do Amazonas, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Empresa Estadual de Turismo (AMAZONASTUR).
A visita do grupo, que ocorreu no último final de semana, teve o objetivo de comprar as peças com a cara do Amazonas para comercializá-las nas mais de 80 lojas que os empresários administram no continente europeu.
A missão do El Corte Inglês tem o objetivo de comprar as peças artesanais direto da fonte, evitando assim a participação do atravessador. “Tivemos a oportunidade de apresentar as peças e as técnicas que utilizamos no projeto Artesanato Sustentável do Amazonas e isso chamou bastante atenção desses empresários, pelo compromisso que o Governo do Estado, por intermédio da AMAZONASTUR tem com o processo ambiental e social”, disse a presidente da Empresa Estadual de Turismo, Oreni Braga.
De acordo com Oreni, os empresários espanhóis conheceram o Artesanato Sustentável do Amazonas por meio da APEX Brasil, coordenadora da Feira Internacional de Artesanato (FIA), que vai ocorrer em Portugal no próximo mês. “Nós já fizemos a reserva de espaço na Feira de Portugal e, consequentemente demos informações sobre o Projeto. Daí, eles informaram ao ‘Grupo Brazil Handcraft by Minas Gerais’, que estava organizando a vinda do El Corte ao Brasil, sobre o nosso projeto e os espanhóis compraram a ideia”, contou.
Em Manaus, com a parceria da Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (FUCAPI), o grupo realizou uma rodada de negócios com artesãos amazonenses. “Nessa rodada de negócios todos os artesãos tiveram a oportunidade de mostrar, individualmente, seus produtos”, ressaltou a Presidente do Órgão de Turismo.
O parintinense Gumercindo Saraiva, que participou do Programa Artesanato Sustentável e da rodada de negócios, disse que esse tipo de ação só vem valorizar ainda mais os trabalhos dos artesãos locais. “Só de evitar o atravessador já é um grande ganho, mas o melhor é que estamos comercializando o nosso trabalho para o mercado europeu, isso quer dizer que a Europa vai começar a conhecer de fato a marca do artesanato amazonense”, disse o artesão.
No último dia da missão, a AMAZONASTUR proporcionou aos empresários conhecer “in loco” a linha de produção artesanal da comunidade de Nossa Senhora de Fátima, em Acajatuba, no município de Iranduba.
Fonte: d24am





Postado por: BRartesanato às 20hs38



Histórico





 
Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro
  , / . Bairro - - - faleconosco@brartesanato.com