Br Artesanato
Cadastre-se
Entrar
 
HOME
 
 

Lojas


Quem somos

Ações do Bem

Notícias

Canal BRartesanato

Política de Uso

No BRartesanato artesão não paga

Notícias

 





A equipe da Cobertura Compartilhada visitou as barracas da Feira de Economia Solidária. Era muito colorida e interessante, colorindo o Boulevard São João. Leia abaixo um pouco sobre a conversa que tivemos com alguns dos Ponteiros que vendiam artesanato por lá:
Ponto de Cultura Azimuth
Da cidade de Ilhabela, artesanatos de madeira, fibras, retalhos… São produzidos pelos pescadores e caiçaras da ilha, que trazem consigo seu conhecimento tradicional. No ponto de cultura, eles participam de oficinas que os ajudam a aprimorar suas técnicas, valorizar seu trabalho e a fazer a gestão financeira da atividade. Com a venda de seu artesanato, eles têm mais uma fonte de renda que ajuda a sustentar e valorizar a comunidade.
Ponto de Cultura da Vila Prudente
Na tenda do Ponto de Cultura, Célia Ortiz expõe seus objetos feitos de pedrarias e miçangas. São enfeitos, porta-guardanapos, bijouterias e muitos outros objetos decorativos que deixam refletem o brilho do so...

saiba mais

Postado por: BR artesanato às 18hs06




São Paulo – A ministra da Cultura, Marta Suplicy, lançou hoje (8) o Edital Cultura, que repassará R$ 18,8 milhões para a programação cultural durante a Copa do Mundo de 2014, nas 12 cidades-sede da competição: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Recife e Salvador. Serão aceitas mais de 206 propostas que resultarão em 1.200 apresentações nestes municípios, no período de 10 de junho a 15 de julho do ano que vem. Além disso, R$ 17,5 milhões serão destinados à revitalização de equipamentos culturais nas 12 cidades.
De acordo com Marta Suplicy, que lançou o edital na área onde está sendo construída a Arena Corinthians, em Itaquera, as inscrições começam amanhã (9) e poderão ser feitas até 23 de setembro pelo pelo sistema SalicWeb no site do Ministério da Cultura. Uma comissão formada por representantes da sociedade civil, das secretarias de Cultura das 12 ...

saiba mais

Postado por: BR artesanato às 18hs03




O biólogo e apresentador de TV Richard Rasmussen participou da programação da II Feira do Artesanato Paraense na última quarta-feira, 7, onde apresentou a uma plateia formada quase totalmente por artesãos o projeto, de sua autoria, que pretende alavancar o trabalho dos artistas regionais. Ele foi convidado pela Diretoria de Economia Solidária da Secretaria de Trabalho Emprego e Renda (Seter) para uma roda de conversa pautada na troca de experiências sobre o mercado dos produtos artesanais. 
Intitulado “Meu Artesanato, Minha Arte, Minha Vida”, o projeto de Richard - que há 20 anos coleciona peças artesanais de todo o mundo - prevê a montagem de cases de mídia sobre o artesanato paraense, com o intuito de divulgar e incentivar a comercialização das peças produzidas nos principais polos do estado.
A sala para a palestra ficou pequena para a quantidade de expositores que queriam ouvir o colecionador. Richard explicou que o projeto - que tem a pa...

saiba mais

Postado por: BR artesanato às 18hs02




A II Feira do Artesanato Paraense (Fesarte) e a Feira do Artesanato Mundial (FAM), montadas no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, colocam à disposição dos visitantes mais de dez mil itens, que vão de produtos in natura até sofisticados objetos com detalhes em ouro. Os produtos atendem desde os mais exigentes clientes até aqueles que procuram pequenas lembranças. Os preços das peças variam de R$ 5 até R$ 20 mil.
Nesse universo de diversidade cultural, o artesanato em machetaria (arte de colar madeira) impressiona pelos detalhes. Os porta-joias, bandejas, dominós, pulseiras, bolas e animais, com cortes perfeitos, atraem compradores de todas as classes. O artista Cordeiro Antônio Carlos, pelo segundo ano consecutivo expondo a arte nos eventos, diz que é muito gratificante ver o seu trabalho reconhecido no Estado, mais ainda do que comercializá-lo.
Cordeiro é um dos artesãos do Pará que mais comercializaram peças até agora nas feiras. O val...

saiba mais

Postado por: BR artesanato às 18hs01




O conceito de economia solidária, embora ainda pouco conhecido do público em geral, vem se fortalecendo cada vez mais entre os pequenos e microempreendores, organizadas principalmente em torno de cooperativas e associações, por constituir-se em uma alternativa inovadora de geração de trabalho e renda, além de um intrumento em favor da inclusão social. Um dos segmentos que já encontrou nicho nessa lógica de desenvolvimento sustentável são os artesãos paraenses atendidos pela Diretoria de Economia Solidária da Secretaria de Trabalho Emprego e Renda (Seter). Vários gupos que já atuam nesse sistema participam e mostram os resultados obtidos nas Feiras do Artesanato Paraense (Fesarte) e do Artesanato Mundial (FAM), que acontecem até este domingo, 11, no Hangar.
De Canaã dos Carajás, no sudeste paraense, estão à mostra peças delicadas, utilitárias e decorativas, parte delas feitas com reciclagem de tecido. Algumas utilizam como m...

saiba mais

Postado por: BR artesanato às 18hs00



Histórico





 
Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro
  , / . Bairro - - - faleconosco@brartesanato.com