Br Artesanato
Cadastre-se
Entrar
 
HOME
 
 

Lojas


Quem somos

Ações do Bem

Notícias

Canal BRartesanato

Política de Uso

No BRartesanato artesão não paga

Notícias

 





O Escritório Municipal da Epagri e Secretaria Municipal de Agricultura de Itajai realizaram um curso de artesanato com materiais recicláveis para 14 mulheres e jovens da comunidade de KM 12. 
A capacitação teve início em dezembro passado e continuidade em fevereiro e março deste ano. O grupo manteve reuniões semanais no Centro Comunitário, onde produziam várias peças para decoração e embalagens para presente, que servem para valorizar outros tipos de artesanato produzido pelo grupo.
O principal objetivo do trabalho é conscientizar as participantes da importância de reaproveitar materiais que são descartados como lixo no meio ambiente, caixas de leite e de sucos (longa vida), embalagens de filtro de café e o próprio filtro usado. 
“As participantes estão motivadas com o trabalho, e pretendem continuar se encontrando para troca de experiências, com a finalidade de comercializar a produção”, informa a extensionista da Epagri de ...

saiba mais

Postado por: BR Artesanato às 15hs52




Oficina vai capacitar artesão na utilização de fibras da colheita da matéria-prima ao produto artenasal. Curso acontece na comunidade de Taboca.
A Comunidade do distrito de Taboca no município de Novo Acordo, distante 112 quilômetros da capital Palmas, recebe na próxima semana duas oficinas de artesanato em fibra de buriti, ministradas pela artesã Margareth Maia Barros .
As oficinas, que beneficiarão 20 pessoas da comunidade,  são do Projeto “Da colheita da matéria prima ao produto artesanal”, contemplado com o Prêmio Dona Miúda de apoio à produção artesanal nos Editais da Cultura 2011.
De acordo com a artesã e instrutora Margareth, é uma forma de levar novas técnicas de utilização da fibra do babaçu, matéria prima abundante na região e que já faz parte do dia a dia da comunidade.
“Há muito tempo que se utiliza o babaçu para muitas coisas de uso doméstico como abanos, quibanes e outros utensílios.
Nós vamos ensinar no...

saiba mais

Postado por: BR Artesanato às 15hs51




Entre os dias 15 e 19 de abril acontece na Biblioteca da Floresta/FEM a oficina “A Arte Huni Kui: Tecendo com Miçangas”. As aulas ocorrem entre as 18h e 19h30 e serão ministradas pela artesã indígena Dalva Ayuni Kaxinawá. A biblioteca apoia o evento como parte da programação da Semana do Índio.
As inscrições, que começam nesta segunda-feira (8) e vão até sexta, devem ser feitas no primeiro piso da Biblioteca da Floresta entre as 9h e 11h. O investimento é de R$ 50. As vagas são limitadas.
Na oficina, os participantes aprenderão a fazer pulseiras, colares, brincos entre outros itens de forma artesanal com desenhos – conhecidos como kenês – típicos do povo kaxinawá. Ao final, os artesanatos produzidos serão expostos aos visitantes e usuários da biblioteca. Todo o material utilizado está incluso no investimento.
Dalva Ayuni nasceu na aldeia São Joaquim, no município de Jordão. Ela aprendeu a criar artesanato com a mãe Mazenilda Kaxin...

saiba mais

Postado por: BR Artesanato às 15hs50




A CDHU (Companhia de Desenvolvimento Urbano e Habitacional de São Paulo), em parceria com a Sutaco (Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades) oferecerão, a partir do próximo dia 22, curso de macramé para mulheres beneficiárias do CDHU-D, que está em fase de acabamento em Espírito Santo do Turvo. A atividade é por meio do Projeto Capacidades.
Na última quarta-feira (3) a coordenadora setorial do trabalho social da CDHU, Maria Inês Fontana, a técnica social da região, Ilda Chicalé Atauri, e a técnica social habitacional da cidade, Alessandra Maria Giles de Oliveira, realizaram uma reunião de mobilização para explicar às mulheres beneficiadas com as unidades habitacionais do CDHU D sobre o projeto. 
Segundo Maria Inês, o curso terá 60 horas, com aulas duas vezes na semana, no período noturno, durante dois meses. Em Espírito Santo o curso deve ocorrer as segundas e quartas-feiras, no salão em frente à Secretaria de Bem Estar So...

saiba mais

Postado por: BR Artesanato às 15hs49




Algumas mulheres curtem cuidar do paisagismo e outras preferem o artesanato
“Todas as mães são iguais, só mudam de endereço”, todos gostam de repetir este ditado popular, porém, como em tudo na vida, há sempre algumas exceções. Quando se fala em presentes, por exemplo, os gostos são muitos variados. Vai depender do estilo de vida. Enquanto tem aquelas extremamente vaidosas que não abrem mão do vestido, acessórios e maquiagem há os que priorizam o hobby, como paisagismo, artesanato, entre tantos outros. Para essas mamães há algumas dicas de equipamentos que trarão praticidade e rapidez tanto para cuidar das plantas e do jardim, como também para trabalhos criativos e caseiros com marcenaria. 
Para trabalhos voltados para jardinagem há uma linha de Roçadeiras da Ferrari, que está entre as mais completas e cobiçadas do mercado. Por exemplo, é perfeita para cortes em gramados nas mais variadas atividades de jardinagem, como limpeza e canteir...

saiba mais

Postado por: BR artesanato às 11hs32




Evento, que prestigia o artesanato sorocabano, é uma excelente alternativa para quem procura o presente do Dia das Mães
Realizado pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Relações do Trabalho (Sert), em parceria com o Fundo Social de Solidariedade (FSS), o evento conta com apoio das Associações Novos Rumos e Sorocabana de Artesanato (ASA). A exemplo dos anos anteriores, é esperado um grande público para prestigiar a Felger, que antecede ao Dia das Mães.
Conforme destaca o secretário das Relações do Trabalho, o objetivo da Felger é o de gerar renda aos artesãos e, ao mesmo tempo, oferecer ao consumidor a oportunidade de adquirir produtos originais feitos de tricô, crochê, biscuit, pintura em tecido, madeira, bijuteria, bordados, doces e salgados, entre outras opções.
Em sua décima-primeira edição, a Felger aconterá mais uma vez na praça Frei Baraúna (Fórum Velho), sempre das 9h às 22h. Além dos mais diversos tipos de ar...

saiba mais

Postado por: BR artesanato às 11hs31




O processo de instalação da Indicação Geográfica (IG) do bordado Filé, produzido pela região do Complexo Estuarino Lagunar Mundaú-Manguaba (CELMM), está próximo de se tornar uma realidade para os alagoanos. Com a fase de diagnóstico em conclusão, a iniciativa caminha para conceder um selo à tipologia, considerada genuinamente alagoana. Com a marca, o Filé terá um reconhecimento oficial de suas características, garantindo especificidade e qualidade ao bordado.
A ação faz parte de um convênio, que conta com a coordenação da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), em parceria com Universidade Federal de Alagoas (Ufal). A Seplande é a responsável por investir uma quantia de R$ 90 mil para custear o procedimento, com a finalidade de trazer benefícios para o Estado e também aos artesãos que mantém a tradição viva através dos anos.
“O Governo do Estado tem um compromisso selado não só com o desenvolvi...

saiba mais

Postado por: BR artesanato às 11hs30




As artesãs do núcleo se encontram às terças e quintas-feiras para por em prática sua criatividade e habilidade em peças exclusivas, personalizadas, com simetrias sempre distintas
O Núcleo de Artesanato Dona Amélia existe em Lages há dez anos, de acordo com a coordenadora do centro no município, Maysa Fernandes, e possui 16 artesãs, mas já chegou a contar com 30. A presidenta Maria Bettú Manfrói comenta que nesta quinta-feira (4), a partir das 14h, acontece uma reunião para analisar o Programa Economia Verde e Solidária, apresentado em Lages na tarde desta terça-feira (2), no Sebrae.
No encontro foi explicado como associações e cooperativas devem elaborar projetos para ter direito a incentivos de até R$ 300 mil. O programa é uma ação entre governo do Estado e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e está destinando R$ 20 milhões para projetos de reaproveitamento de resíduos sólidos ou indutriais com trans...

saiba mais

Postado por: BR artesanato às 11hs29




Uma festa da economia solidária acontece nesta sexta-feira (5/4), a partir das 16h30, no Centro Público de Economia Solidária de Salvador (Cesol), localizado no bairro do Comércio, no prédio da antiga Junta Comercial do Estado (Juceb).
Trata-se do desfile Ecofashion, que vai apresentar ao público roupas e acessórios sustentáveis produzidos por artesãos da economia solidária da Bahia.
O desfile é um estímulo do Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), à produção artesanal socialmente e ambientalmente sustentável, com objetivo de valorizar a cultura e difundir ainda mais a economia solidária na Bahia, além de ajudar a aumentar a renda das pessoas envolvidas no processo de produção da moda.
O tema do evento é “Um estilo de vida e moda consciente” e servirá para apresentação de produtos que, diariamente, são comercializados na sede do Cesol-Salvador, fabricados por artesãos e ...

saiba mais

Postado por: BR artesanato às 11hs28



Histórico





 
Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro
  , / . Bairro - - - faleconosco@brartesanato.com