Br Artesanato
Cadastre-se
Entrar
 
HOME
 
 

Lojas


Quem somos

Ações do Bem

Notícias

Canal BRartesanato

Política de Uso

No BRartesanato artesão não paga

Notícias

 





O evento acontecerá entre os dias 02 e 07 de maio, no Campus Pampulha.De 02 a 07 de maio, será realizada no Campus Pampulha da UFMG, a 12ª Feira de Artesanato do Vale do Jequitinhonha na UFMG. Promovido pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex), pelo Programa Polo de Integração da UFMG no Vale do Jequitinhonha e pela Diretoria de Ação Cultural (DAC), o evento reunirá na Praça de Serviços do Campus Pampulha, 42 associações de artesãos de 25 cidades do Vale.Nos estandes, os visitantes encontrarão uma grande diversidade de peças: cerâmicas, trançados de palha, panelas de barro, bordados, bonecas, colchas, etc.Dentre as novidades, destaca-se a participação de duas etnias indígenas de Araçuaí: a Aranã e a Pataxó-Pankararu. "Essa participação é importante porque dará visibilidade ao trabalho artesanal realizado por eles. Além de reforçar a presença indígena no Campus", afirma a coordenadora do Projeto Artesanato Cooperativo e organizadora da ...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 18hs22




O distribuidor da mercadoria no exterior não aceita variações repentinas nos preços, observa presidente do Instituto Centro Cape.A volta da inflação ao varejo, este ano, agora pressiona o tradicional artesanato de Minas Gerais, uma das atividades mais antigas e características da cultura e da economia mineira. Borracha, madeira, tinta, tecidos de algodão, missangas, fitas, bordados e as famosas cabaças do Vale do Jequitinhonha, entre outras matérias-primas da arte popular, encareceram o trabalho nos ateliês que abastecem o comércio em todo o país e já ganharam nome no exterior. Os fornecedores reajustaram os preços de 30% a até 100% nos últimos 12 meses, espremendo a margem de ganho dos artesãos. Sem condições de repassar o aumento dos custos, eles reduzem o lucro para não perder o cliente, tentam adaptar as peças à nova realidade ou buscam diversificar as coleções para compensar o prejuízo.Autor das conhecidas namoradeiras de madeira e das mucama...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 17hs44




Pela segunda vez na capital piauiense, o evento reúne peças produzidas por artistas de todo o mundo.Ofertar uma exposição intinerante de artesanato em grande escala - com peças produzidas por cerca de 150 artistas – na qual as obras expostas possibilitem que a maioria das pessoas conhecer um pouco mais sobre a cultura de tantos países e adquirir peças sem tantos custos é a proposta da Feira do Artesanato Mundial (Fam), que acontece de 6 a 15 de maio,no Centro de convenções do Atlantic City.“Era um sonho meu e do meu marido [Charlton Gallisa, empresário e co-coordenador da Feira] de mostrar outras culturas para que quem não possua oportunidade de viajar para esses lugares possa ter a chance de conhecer também”, explica Hilda Alves, empresária e coordenadora da mostra que viaja todo o país e visita Teresina pela segunda vez este ano.A proposta, apesar de diferente, também não é nova. A Feira do Artesanato Mundial já conta com 19 edições. “Desde qu...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 17hs43




O evento, que atraiu mais de 50 mil visitantes no ano passado, volta à capital piauiense.Imagine poder conhecer um pouco de cada um dos cinco continentes num mesmo local. Assim é a FAM - Feira do Artesanato Mundial, que acontece em Teresina entre os dias 6 e 15 de maio. O evento, que atraiu mais de 50 mil visitantes no ano passado ao Atlântic City, volta à capital piauiense, desta vez, com expositores de mais de 30 países de todos os continentes.Os amantes da decoração vão adorar o exotismo dos acessórios do Senegal, as bio-jóias da Indonésia, os objetos de decoração vindos direto de Bali, a beleza dos móveis australianos. Além disso, os visitantes vão poder conhecer os belos lustres turcos feitos pelo artesão Akin, o artesanato Vietnamita, Tailandês e Peruano.Para os que preferem peças árabes, artesãos da palestina, Síria, Líbano, Marrocos, Egito e Paquistão vão expor peças raramente encontradas no Brasil. O artesanato africano vai ser representa...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 17hs41




Madeira morta em cultura conservacionista de cacau serve como matéria-prima para produção responsável de móveisA Camacã Design, encabeçada pelo empresário e artesão Euvaldo Maia Filho, conseguiu, após cinco anos de negociação junto a órgãos ambientais reguladores, licenciamento de madeiras mortas ou caídas da Mata Atlântica para produção de móveis e artigos de decoração. Com a permissão para fazer de suas quatro propriedades fonte de matéria-prima para sua fábrica na Fazenda Nossa Senhora de Fátima, no município de Camacan (Sul da Bahia), a empresa anuncia sua entrada nos mercados nacional e internacional. A produção é voltada para móveis e utensílios em madeira nativa, originária do ecossistema da Cabruca, denominação regional do Sul da Bahia para o plantio preservacionista do cacau em mata nativa. Neste sistema, somente a vegetação herbácea é retirada, uma vez que as grandes árvores da Mata Atlântica e sua biodiversidade são prese...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 17hs41



Histórico





 
Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro
  , / . Bairro - - - faleconosco@brartesanato.com