Br Artesanato
Cadastre-se
Entrar
 
HOME
 
 

Lojas


Quem somos

Ações do Bem

Notícias

Canal BRartesanato

Política de Uso

No BRartesanato artesão não paga

Notícias

 





Feira apresenta desfiles de artesãs do entorno de Brasília. Peças feitas com materiais  recicláveis juntam beleza e sustentabilidadeA 5ª Feira Internacional de Negócios do Artesanato que acontece de 15 a 24 de abril em Brasília, no Ulysses Guimarães, apresenta para os amantes do mundo da moda o trabalho das artesãs do Paranoarte. Serão dois desfiles com muito crochê e bordados. O primeiro vai acontecer dia 17 de abril com os participantes da feira, as 18h30 e outro no dia 22 às 17h com as artesãs do Paranoarte.A coordenadora do grupo Paranoarte, Helenice Bastos,  deve reunir roupas e objetos para fazer um mix do que a Feira tem de melhor em matéria de moda, em um super desfile. A entrada é franca e a Feira vai funcionar de 15h ás 22h durante a semana e de 11h às 22h aos Sábados e Domingos.O Paranoarte é uma Organização Não Governamental (ONG) que trabalha com a inclusão social através da geração de renda. Vinte grupos participam do Paran...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 10hs22




BRASÍLIA – Principal canal de ligação entre artesãos sem espaço para expor seus trabalhos e grandes vendedores de artesanato que não conseguem chegar até eles, a 5ª Feira Internacional de Negócios do Artesanato (Finnar) estará aberta até o dia 24. Durante o evento, é promovido um dia inteiro de rodada de negócios, quando vários comerciantes compram os produtos e conseguem o contato dos artesãos.Segundo o organizador do evento, Charlton Gallisa, o contato direto ajudou, em edições passadas da feita, muitos artesãos a conquistar a independência, a ponto de não mais precisarem participar do evento. “Uma vez, a comunidade Kalunga foi chamada para expor na Finnar, e umas senhoras americanas compraram os produtos expostos por artesãos da comunidade. Eles nunca mais vieram expor, pois passaram a exportar para os Estados Unidos e não precisaram mais do espaço”, disse Gallisa. Para ele, o mais importante no evento é esse contato direto entre o come...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 10hs21




A Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Renda (Seter), por meio da Diretoria de Economia Solidária, participar do 13º Encontro Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social, promovido pelo Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas). Belém vai ser palco do evento durante três dias. A abertura será nesta segunda-feira, 18, às 19h, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.O objetivo do encontro é reunir dois mil gestores municipais de assistência social para discutir a Gestão Descentralizada do Sistema Único de Assistência Social: Competências e Responsabilidades dos Municípios. A participação da Seter no Congresso Nacional de Gestores de Assistência Social consolida o apoio do Governo do Estado ao setor artesanal. Em um estande, no Hangar, o público vai poder conferir a exposição “Cerâmica Marajoara”, do artesão Anísio Silva, do Distrito de Icoaraci. A mostra é uma parceria também co...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 10hs19




Tudo a Mão desenvolve trabalho colaborativo entre artesãos, profissionais de design, de moda e artistas em geralAs oficinas propiciam a imersão na produção artesanal do tratamento e pesquisa de materiaisExperiências que unem a simplicidade de um trabalho artesanal com a contemporaneidade da vida urbana fizeram com que a artista plástica Silvia Sasaoka fundasse o programa Tudo a Mão. Com foco na valorização e na difusão dos saberes tradicionais e contemporâneos da arte, o programa é uma organização do Instituto Botucatu (local onde está o projeto), sem fins lucrativos, que desenvolve um trabalho colaborativo entre artesãos, profissionais de design, moda e artistas com base no intercâmbio de fusão de arte, cultura e idéias. Uma das oficinas de sucesso do programa é a Deixe sua Marca, ministrada pela designer Clarice Borian, na qual são produzidos produtos com identidade através de uma ideia, uma história, lembrança ou fato, para a coleção de verão...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 10hs16




No próximo final de semana, dias 16 e 17 de abril, o Exposhop - Centro de Exposições e Eventos irá realizar a 17º Feira de artesanato de Juiz de Fora, com atrações para toda família e com entrada gratuita. O evento apresentará trabalhos de setenta artesãos da cidade e região. Durante a feira, o público poderá participar dos cursos de boneca de pano, bijuteria, pedrarias no chinelo, traçados e também de coelhinhos em biscuit, enquanto a criançada poderá se divertir com a recreação feita pela turma do curso de Eventos do Laboratório de Eventos do Curso de Turismo - LECTUR. As oficinas de artesanato terão vagas limitadas e preços simbólicos. E quem vai dirigir o curso de boneca de pano será a professora Célia, já o curso de bijuteria, pedrarias no chinelo e traçados, serão as professoras do Ateliê Fazendo Arte e a professora Antônia vai ensinar com fazer os coelhinhos em biscuit.  As vagas para os cursos serão preenchidas através...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 10hs14




Fortaleza A natureza é celebrada pelos índios com artesanato. As singularidades culturais são cultivadas em "bio-jóias" de cada novo colar de sementes, cocá, ou mesmo nas tintas vegetais que transformam desenhos no corpo. O artesanato popular indígena pode ser encontrado muito antes das aldeias de cada etnia. Em parceria com a Central do Artesanato (Ceart), a Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) apoia a produção artesanal étnica, que pode ser conferida em Fortaleza na Loja de Artes Indígenas Toré Torém.
Pelo menos seis etnias indígenas estão levando suas peças artesanais para a loja em Fortaleza, proporcionando a apreciação dos não-índios e gerando trabalho e renda para os povos indígenas: Tapeba (Município de Caucaia), Pitaguary (Municípios de Itarema e Acaraú), Jenipapo-Kanindé (Aquiraz), Kanindé (Aratuba) e Tabajara (Poranga). Têm de colares de sementes a arco e flecha para decoração. Peças de barro são utensílios domésticos, ...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 10hs12




Alana Gandra Repórter da Agência BrasilRio de Janeiro - Artesãos das oito regiões fluminenses está participando da Feira do Turismo do Brazil International Tourism Exchange (Brite), maior evento de turismo receptivo da América Latina e que está acontecendo no Píer Mauá, na região da zona portuária da cidade. Os artesãos integram o Programa do Artesanato do Rio de Janeiro.O estado do Rio começa a se destacar na área do artesanato, consolidando uma identidade em segmentos como o bordado e trabalhos com fibras naturais, no caso a fibra de bananeira e da taboa.Os bordados dos municípios de Paraíba do Sul, Porciúncula, Itaperuna, Natividade e Rio das Flores já são referências no estado. “Como ele [ o programa] está na Secretaria do Desenvolvimento Econômico, tem essa face de fazer com que o artesanato seja suficientemente rentável para aqueles que dele queiram viver”, disse à Agência Brasil o superintendente de Projetos Especiais da secretaria...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 10hs10




A presidente Dilma Rousseff e Michelle Obama se apaixonaram por elas
Walter Sebastião - EM Cultura "Já tinha ouvido falar de boneca, mas nunca vi uma. Pensei: deve ser parecido com gente. E inventei uma para mim". Dona Isabel, artesãVem da pequena Santana do Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, um ícone do artesanato contemporâneo brasileiro: as bonecas de barro. De beleza e charme estonteantes, as morenas de argila, noivas e mães amamentando crianças encantam o mundo. Nesse distrito do município de Ponto dos Volantes, a 586 quilômetros de BH, mora dona Isabel Mendes. Há quatro décadas, ela inventou as esculturas que cruzaram as fronteiras do vilarejo e, atualmente, são também produzidas por artesãos de diversas cidades da região. Graças às bonecas, o Vale do Jequitinhonha ganhou fama de terra de gente simples e ligada às artes.Às vésperas de completar 87 anos, dona Isabel é a mais famosa artesã brasileira. Há poucas semanas, ela foi homenageada pe...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 10hs09




Walter Sebastião - EM Cultura
Mercinda Severo Braga e Amadeu Mendes Braga são casados há 32 anos. Durante todo esse tempo, dedicaram-se à cerâmica. As bonecas do casal seguem os ensinamentos de dona Isabel. A esposa se encarrega da cabeça, das mãos, dos bordados das roupas e das flores. O marido molda os corpos. Assim a dupla cria suas belas noivas, que ficaram famosas.
Não foi difícil aprender o ofício, explica Amadeu, o segundo filho de Isabel Mendes. Criança, ele já amassava argila para a mãe e catava lenha para os fornos. Adulto, depois da peça concluída, a matriarca orienta e às vezes aponta o que deve ser corrigido. O sucesso de dona Isabel é a maior alegria dos filhos. “Ela não nos deu ensino, mas deu um diploma que só Deus tira”, afirma Amadeu. A matriarca começou a criar por necessidade, quando ficou viúva. Punha a caixa de peças na cabeça, ia a Ponto dos Volantes e a outras cidades vender seus objetos.
“As bonecas de dona Isab...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 10hs08



Histórico





 
Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro
  , / . Bairro - - - faleconosco@brartesanato.com