Br Artesanato
Cadastre-se
Entrar
 
HOME
 
 

Lojas


Quem somos

Ações do Bem

Notícias

Canal BRartesanato

Política de Uso

No BRartesanato artesão não paga

Notícias

 





No polo de cerâmica do Piauí, mulheres de pescadores aprendem a trabalhar com argila. O artesanato que elas fazem retrata a dura vida que já levaram. Hoje, os objetos criados são motivo de alegria e bons negócios.Do barro sai o sustento de 285 famílias de Teresina, no Piauí. Elas transformam argila em potes, vasos, bijuterias e objetos decorativos.
Um projeto do Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae) trouxe desenvolvimento para o bairro de Poti Velho. Transformou donas de casa em artesãs competentes e bem remuneradas. Hoje elas comandam 27 lojas da principal rua do bairro.
O principal produto é inspirado justamente nas empreendedoras: a mulher do bairro, uma trabalhadora nata. A mulher da olaria carregava tijolos na cabeça o dia inteiro por r$ 10. A mulher do pescador acompanhava o marido para limpar os peixes no barco. Os traços físicos da população também são preservados nas bonecas de argila.
Nas feiras as artesãs ve...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 09hs32




Acontece a partir da próxima segunda-feira (12), a Semana do Artesanato no Centro de Artes Japiaçu (CAJ). Serão oferecidas oficinas de: Almofada de flor; Bordado com fita; Patchwork, aplicação e bordado (panô); Almofada de Capitonê; e, Decoupage adesiva com fotografia.
Os interessados podem confirmar a participação na sede do CAJ (Travessa do Dirceu, nº 35, no bairro do Diamante), pelos telefones: 3221 8215 ou 8876-0204, ou através do e-mail: caj_centrodearte@hotmail.com, enviando nome completo, endereço e número de contato.
A taxa de inscrição é de R$ 20,00 (vinte reais), destinados para a aquisição do material que será utilizado durante as atividades. As oficinas acontecerão até o dia 16, no horário de 14h às 17h, e serão ministradas pelas artistas plásticas Francisca Costa e Branca Bastos.
“As oficinas proporcionam aos alunos a oportunidade de conhecer o mundo subjetivo da arte, em todas as suas das cores, formas e traços, desenvolvend...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 09hs32




A Central de Artesanato Branco e Silva registrou um faturamento 57% maior que o de 2010.
Manaus - Mais de R$ 820 mil em peças de artesanato foram comercializados até outubro de 2011, por artesãos cadastrados pela Central de Artesanato Branco e Silva (Cnart), enquanto que em igual período de 2010 foram cerca de R$ 527 mil, o que representa um crescimento do faturamento de 57%.
Mesmo com o crescimento do faturamento, houve queda de 10,2% nas peças comercializadas e de 15% na produção, no acumulado de janeiro a outubro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Até outubro de 2011, foram produzidas 28,6 mil peças e vendidas 25 mil, enquanto que, em 2010, foram feitas 33,6 mil e vendidas 27,9 mil. Os dados são da Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab).
A gerente do Programa de Artesanato Amazonense, Cláudia Regina, afirmou que o crescimento do faturamento se deve às participações dos artesãos em feiras nacionais e internacionais, q...

saiba mais

Postado por: BRartesanato às 09hs31



Histórico





 
Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro
  , / . Bairro - - - faleconosco@brartesanato.com